quarta-feira, 25 de maio de 2022

Curso Profissional Técnico de Turismo Ambiental e Rural


ESTE É  O CURSO IDEAL PARA TI …

ESTE É  O CURSO IDEAL PARA TI …

 

CURSO Prático

 Valoriza o Ambiente

 Promove a Aventura

Responde AO Setor do Turismo Ambiental e Rural

Há necessidade de técnicos especializados nesta área.

 50% da taxa de ocupação de unidades turísticas são  na área do turismo ambiental e rural.

 

EMBARCA NESTA AVENTURA

E

AGARRA O TEU FUTURO



Parcerias:


Câmara Municipal da Guarda

Museu da Guarda

Agências de Viagens

Pousadas da Juventude

Unidades HoteleiraS

Parques de Campismo

Turismo Rural

Resorts TurístIcos 


Mais Informações:

Agrupamento de Escolas da Sé

direcao@aese.edu.pt

Tel:. 271 227 004


Curso Profissional

Técnico de Turismo Ambiental e Rural

 

Um Curso de Futuro

e

COM  FUTURO

Anos Letivos 2022/ 2025

  

                                                 A QUEM SE DESTINA?

 Alunos que concluíram o 9.º ano descolaridade ou formaçãequivalente que   procuram   um   ensinmais ptico e voltadpara munddo trabalho, podendonfinalprosseguir estudos no Ensino Superior (universitário ou politécnico).

                                                           Saídas profissionais:

 UnidadeHoteleiras

 ResortTurísticos

 CampodGolfe

 Turismo Rural

 ParquedCampismo

 Empreendimentodesportivos

 ReservaNaturais

 Juntade Turismo Agências de Viagem

 GuiaTurísticos

 Empresade animação turística e

 lazer em espo rural entre outros.


O QUE FAZ UM TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL

Procede ao levantamento de recursos e potencialidades turísticas lo- cais e

regionais.

 Colabora na divulgação da oferta turística e regional.

 Faz a divulgação do património

 Promove a animação de espos e zonas rurais

 Participa na sensibilização e preservação e culturais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das populações

Organiza e dinamiza a animação turística.

 Colabora na gestão e dinamização de empresas e unidades de Turismo em Espo Rural.

  Procede ao atendimento e acompanhamento de clientes, identificando as suas preferências e orientando as suas escolhas.





 


 

Um belo e delicado dragão

 Dizem que os dragões não existem, mas o Ricardo, do 3º ano da Escola do Bairro da Luz, provou-nos o contrário.

 Partilhamos o resultado da sua pesquisa:


Um belo e delicado dragão-marinho-frondoso no Birch Aquarium, em San Diego, na Califórnia, Estados Unidos. Esta espécie chega a ter 35 cm de comprimento. Seu primo, o dragão-marinho-comum, pode chegar a ter 46 cm de comprimento.

https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=6420

 

Um dragão-marinho rosa e azul. Eles são encontrados, na sua maioria, no sul e oeste da Austrália.

https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=6420

 

Professor Agostinho Lopes

Projeto Eco Escolas

 Na nossa escola continuamos empenhados nas atividades que protegem o ambiente. Diariamente fazemos a recolha e separação dos resíduos no recinto escolar.

No espaço exterior também temos cuidado dos canteiros que têm ervas aromáticas e flores, fazemos a rega duas a três vezes por semana.

Este ano também temos uma pequena horta, onde já plantamos tomates, alfaces, morangos rabanetes, cenouras, cebolas, batatas e alho francês e groselha. Semeámos ervilhas, feijão, meloas e abóboras. Regamos diariamente a horta e já temos alguns legumes crescidos.

No pátio temos bancos novos que foram comprados com o prémio da separação dos resíduos.

Vamos continuar a trabalhar com muito empenho!

 

Alunos da Escola da Estação








Professora Alice Pissarra

 

A Família de Jardim de Infância de Alfarazes

 No âmbito da temática “Família”, os meninos do Jardim de Infância de Alfarazes da sala dos 3 anos, desenvolveram as seguintes atividades:

Inicialmente, foi contada e explorada a história “Coração de mãe” com leve abordagem (adaptada ao grupo) da lenda japonesado fio vermelho.

O nosso mural, foi realizado com a colaboração dos pais, nomeadamente o contorno das mãos dos respetivos agregados familiares.

O culminar do projeto, foi com a elaboração de um coração a 3D para a Exposição “Corações de Maio”, que se encontra na ULS da Guarda. Esta atividade foi proposta pela Biblioteca Escolar na qual participamos de coração 

O que é a família para as nossas crianças…

Educadora: O que é a família?

Tomás: É brincarmos juntos.

Educadora: Quem?

Tomás: O Tomás e a Sofia.

Enzo: São os pais.

Educadora: Será que são só os pais?

Santiago Boleta: A mãe, o pai e as avós.

João Miguel: E os manos também.

Sofia: E os tios e o primo Guilherme.

Clara: A mãe, o pai, a mana e os avós que estão no Brasil.

Gustavo: A mãe, o pai, a avó o tio e os primos.

Santiago: A minha avó, o tio, a prima Lara, o pai, a mãe e o mano.







As educadoras de infância Fátima Carvalhinho, Marina Morgado e Conceição Silva 

terça-feira, 24 de maio de 2022

A romaria ao “Senhor dos Aflitos"

 A romaria ao “Senhor dos Aflitos” comemora-se, todos os anos, em dia de Quinta-Feira de Ascensão, no Lugar do Barroquinho, freguesia de Panóias, Diocese da Guarda.

Segundo a lenda, na segunda metade do século XIX, em ano difícil de precisar, um alfaiate de nome Francisco Neves, morador em Panoias de Baixo, regressava, já noite cerrada das bandas de Santa Ana d’Azinha, do lugar de Demoura, por veredas perdidas em densos matagais. Antes de se aproximar do lugar de Valcôvo, viu-se de repente, perseguido por dois valentes lobos que o nosso alfaiate foi mantendo à distância com o estratagema de acender fósforos e cigarros. Tendo notado que os lobos o haviam abandonado, antes de chegar ao Valcôvo, contrariando a sua intenção de ali pernoitar, decidiu continuar seu caminho, preocupado por sua esposa que estava para ser mãe. Eis senão quando, já próximo do Barroquinho, se viu novamente em tão má companhia. Ali, porém, esgotados fósforos e cigarros, viu-se o nosso herói em suprema angústia: a distância dos lobos minguava a cada passo; as pernas negavam-se a fazer-lhe a vontade; e o susto não o deixava raciocinar; via já os lobos de goelas escancaradas e dentes ameaçadores; mais uns passos e seria o fim. Mas o homem era crente. Pela sua mente passou um raio de luz. Da sua alma subiu uma prece: «Senhor dos Aflitos, valei-me». Ali mesmo, na sua frente, uma fraga se apresentou, suave de subir e segura no seu cimo. Em dois pulos galgou aquela distância e viu-se em cima do pequeno morro. Correram também os lobos. Mas a régua do alfaiate é agora a nova defesa. Horas largas lutou, defendendo dos lobos a entrada da sua pequena fortaleza. Sentia o coração apertado. Já lhe faltava o alento. A única força que sentia vinha-lhe da lembrança da esposa e da sua fé em Deus. Alta madrugada. Na Quinta do Banheiro ladraram os cães de guarda. Um assobio do alfaiate e, em breve, assiste impressionado à feroz batalha de cães e lobos. Estava salvo. Era quinta-feira d’ Ascensão. Esgotado e sem fala alcançou a sua casa. Passado o susto e recuperada a fala, conta à família a sua história. E promete solenemente que volvido um ano voltará com sua família ao Barroquinho em romagem de agradecimento ao “Senhor dos Aflitos”. Cada ano que passava crescia o número dos que se incorporavam a esta manifestação de fé. À beira do barroco depositavam generosamente suas ofertas, vindo com elas a construir, no cimo do penedo, o nicho que ainda hoje se vê e no qual existe gravada a data de 1889. As romagens continuaram. Aumentou, o número dos devotos que já vinham mesmo das freguesias vizinhas; cresceu a fé e a generosidade e ergueu-se a principal capela que era apenas a capela-mor da atual. Um brasileiro originário de João Antão que, vendo-se um dia atacado por um bando de criminosos, invocou em seu auxílio o Senhor dos Aflitos, tendo misteriosamente escapado ileso, ao regressar a Portugal ofereceu à capela primitiva a imagem que ainda hoje se venera no Barroquinho.

O            "Senhor dos Aflitos” comemora-se, este ano, no dia 26 de maio.

 

Tr          Trabalho  de pesquisa. Fontes: Romaria atrai milhares de devotos ao Barroquinho - Agência ECCLESIA

Bairro da Luz,3


Fotografias: Sapo
Professor Agostinho Lopes



 



 

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Primavera

"Dizem que esta Primavera

Já não é a mesma estação.

 Pois venham ao Bairro da Luz

Ver flores fantásticas,

cuidadas com dedicação."

 BLUZ3

 







Professor Agostinho Lopes